Projetos sociais são beneficiados em Juruti por meio de investimentos do Instituto Alcoa

Projetos foram aprovados por meio do Edital do Programa de Apoio a Projetos Locais, do Instituto Alcoa. Foto: Divulgação

Receber investimentos em projetos locais que valorizam o crescimento regional é fundamental para cidades do interior, como é o caso de Juruti, no Oeste paraense.

Por meio do Instituto Alcoa foram aprovados cinco projetos no Edital 2021 do Programa de Apoio a Projetos Locais, aberto pelo Instituto Alcoa e priorizado pelo Conselho Consultivo de Relações Comunitárias Local. Três dos projetos são voltados para a área de educação e dois para geração de trabalho e renda, somando investimento de aproximadamente R$700 mil. Em setembro, um edital extra foi aberto e três projetos estão no processo de avaliação e priorização. O resultado final será divulgado ainda esse ano. Todos os dois processos foram realizados de forma on-line, como forma de prevenção a covid-19 na região.

Segundo Monica Espadaro, gerente de projetos do Instituto Alcoa, são levados em consideração diversos pontos e critérios para que o projeto possa ser aprovado dentro do edital. “Buscamos apoiar sempre projetos locais, que beneficiam a população dos municípios de Juruti, Óbidos e Santarém, de organizações formalmente constituídas há pelo menos dois anos. É muito importante que a proposta do projeto seja elaborada em conjunto com a comunidade, levando-se em conta o atual cenário e o que se espera de transformação, além de levarmos em conta o grau de impacto positivo desse projeto nas comunidades”, explica Monica.

Envolver as comunidades na execução dos projetos é fundamental para que se possa ter mais desenvolvimento local. No primeiro semestre deste ano, o Edital aprovou os projetos sociais locais:

Associação de Pais e Mestres EMEF Castelo Branco

Escola Castelo Branco, na Comunidade Igarapé-Açú, em Juruti. Crédito: Divulgação.

Com o projeto “Comunidade Conectada: Um olhar para o futuro”, a instituição busca melhoria na infraestrutura da sala de informática da Escola Municipal Castelo Branco, visando dar maior oportunidade de acesso a recursos de tecnologia, capacitando o corpo docente e alunos do ensino fundamental.

Secretaria Municipal de Educação de Juruti

Secretaria Municipal de Educação. Foto: Divulgação

Desenvolvido em parceria com os órgãos públicos, o projeto “Educação Digital para todos” traz a possibilidade de capacitação para docentes de educação fundamental, para que desenvolvam competências no uso de tecnologias educacionais baseadas na Internet, especialmente no que diz respeito à plataforma de educação digital Moodle (tecnologia aberta e gratuita) com suporte do aplicativo Moodle.

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Juruti – PA

Feira da Agricultura Familiar de Juruti. Foto: Divulgação

O projeto “Revitalização da Feira de Agricultura Familiar de Juruti” visa adequar e ampliar os espaços de comercialização da Feira da Produção Familiar de Juruti, através da aquisição de barracas, aumentando a capacidade de atender um número maior de produtores e da oferta de produtos a serem comercializados.

Equipe de Conservação da Amazônia – ECAM

Comunidade Café Torrado, em Juruti. Crédito: Divulgação

Com foco em tecnologia e inovação, o projeto “Inclusão digital em comunidades no município de Juruti-PA” traz a proposta de implantação de um sistema de internet em 12 comunidades: Prudente, Monte Sinai, Terra Preta, Castanhal, Igarapé Açu, São José, Batata, Areial II, Salmoura; Café Torrado, São Brás e Sede da ACOGLEC.

Federação das Indústrias do Estado do Pará

Workshop Transformação Digital. Foto: Divulgação

Desenvolvido pela Fiepa, o projeto “Iniciativas digitais para comercialização de forma on-line de produtos e serviços”, busca capacitar 250 pessoas para comercialização de seus produtos e serviços de forma on-line.

Para Bárbara Espínola, coordenadora de relações institucionais da Alcoa Juruti, a valorização dos projetos é de extrema importância social. “Estamos trabalhando com duas frentes importantes para todo mundo, que é a educação e a geração de trabalho e renda. Priorizar investimentos na educação, com novos equipamentos, mais qualidade nos espaços e oportunidades de capacitação é fundamental para o crescimento do município. Quanto aos projetos de geração de trabalho e renda, é possível oportunizar que as associações tirem o papel diversos projetos que estavam parados por falta de investimento”, destaca Barbara ao reforçar também que o Instituto Alcoa tem oportunizado a chegada de projetos em várias comunidades que compõem o município de Juruti.

Através da Alcoa e Instituto Alcoa, mais de R$ 400 mil  em projetos compõem a parceria  com o Projeto Ingá – Indicadores de Sustentabilidade e Gestão na Amazônia, desenvolvido pelo Instituto Juruti Sustentável – IJUS com o objetivo de promover a autonomia dos próprios comunitários para liderar assuntos relacionados à territórios, proteção e conservação de florestas nativas, restauração de áreas degradadas, e ainda proporcionar o apoio ao empreendedorismo e a estruturação do observatório de indicadores de desenvolvimento sustentável do município de Juruti, trabalhando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Gostou desse artigo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Muito obrigado por sua audiência e caso tenha algum comentário sobre a experiência no site, fale conosco nas nossas redes sociais.

Assine grátis nossas notícias

Rolar para o topo