Dicas para cuidar do abdômen

A aparência sempre foi uma preocupação das pessoas, muito atrelada à autoestima e ao bem-estar. Atualmente, com a tecnologia a nosso favor, o acesso facilitado à informação e aos tratamentos modernos, os cuidados com a beleza são mais frequentes.

Imagem ilustrativa: Internet

Com a proximidade do verão, já que o corpo é suscetível a ficar mais à mostra, as atenções são ainda maiores, tanto por homens quanto por mulheres.

O abdômen definido é o sonho de muitos, sendo esta uma das áreas de maior foco neste período, principalmente com a possibilidade de frequentar praias e piscinas, muito procuradas após o longo período de isolamento, além da possibilidade do carnaval.

Apesar do abdômen chapado ser um dos maiores objetivos, é uma das áreas mais difíceis de ser trabalhada. Se você busca perder a gordura localizada e está com dificuldades, confira nossas dicas abaixo.

Mantenha uma dieta saudável

Não é segredo para ninguém que a dieta, quando balanceada, é capaz de reduzir a gordura corporal, por isso:

Invista nas fibras

Uma das mais importantes dicas está na inclusão de uma quantidade considerável de fibras na alimentação, pois oferecem saciedade e regulam o funcionamento do intestino, o que reduz o aspecto de inchaço na região da barriga.

Além disso, segundo estudos de universidades internacionais, o consumo diário de 10g de fibras implica na diminuição de 1 cm de circunferência abdominal.

Entre os alimentos ricos em fibras estão principalmente os legumes, os grãos, as sementes, como também os vegetais e as frutas.

Inclua termogênicos

Os termogênicos naturais são alimentos que têm a capacidade de acelerar o metabolismo, aumentar a temperatura do corpo e elevar o gasto calórico, o que implica diretamente na queima da gordura corporal.

As melhores opções naturais são café, chá verde, chá de hibisco, canela, cacau, gengibre e pimenta.

Diminua as frituras, o açúcar, os carboidratos e o sal

As gorduras vindas das frituras, assim como o açúcar, são fontes de gordura ruim e ficam acumuladas na região da barriga.

Os efeitos negativos vão além da aparência, isto porque influenciam diretamente no aumento da fome e da ansiedade, fazendo com que se coma cada vez mais.

O mesmo ocorre com os carboidratos simples, aqueles presentes nas farinhas brancas, massas e nos doces.

Estas opções são pobres em nutrientes, apresentando, em especial, baixa taxa de fibras. São responsáveis, também, em gerar picos de insulina no sangue, que promovem o ganho de peso.

Já quanto ao sal, rico em sódio, é capaz de reter líquidos, o que aumenta o inchaço, assim como gera problemas de saúde, como por exemplo, as doenças cardiovasculares.

Beba água, exceto durante as refeições

A hidratação é um ponto chave na eliminação da gordura localizada porque a água é capaz de manter a saciedade por mais tempo e diminuir a fome. O recomendado é o consumo mínimo de dois litros por dia.

Entretanto, a ingestão junto com as refeições, de quaisquer líquidos, não somente a água, promove a diluição da acidez do estômago, o que atrasa a digestão e aumenta o inchaço.

Coma devagar

O hábito de comer devagar permite que você identifique com facilidade se ainda permanece com fome, evitando, da mesma forma, o acúmulo de gases, que também aumentam a dilatação estomacal.

Diminua a quantidade de bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas intoxicam o corpo, diminuem a massa muscular e aumentam a gordura, como consequência. Assim, evite ao máximo o consumo para não prejudicar os resultados obtidos com a alimentação regrada.

Crie uma rotina de exercícios físicos

Como aliados a alimentação balanceada estão os exercícios físicos. Sem eles, a barriga chapada dificilmente será alcançada.

Pratique exercícios aeróbicos

O processo de perda da gordura abdominal está atrelado necessariamente ao emagrecimento, já que não é possível reduzir a gordura de apenas uma parte do corpo.

Para o emagrecimento, o ideal é a prática de exercícios aeróbicos, eficientes em proporcionar o gasto calórico.

Incluem-se neles a caminhada, corrida, ciclismo, natação, jump, pular corda e muitos outros, que devem se adequar a sua preferência.

Faça musculação

A prática de musculação, obviamente, garante o ganho de massa muscular. Ter mais massa muscular acarreta na queima de calorias e redução de gorduras. Por esse motivo, os treinos de força, de todos os músculos, são imprescindíveis.

Intensifique os treinos de abdômen

Os exercícios abdominais são os responsáveis pela definição dos músculos da barriga. Para que o seu rendimento seja o melhor possível, é preciso executar exercícios que trabalhem toda a musculatura do abdômen.

O recomendado é que se intensifique as repetições de cada treino, ao invés de aumentá-las. Além disso, a amplitude dos movimentos traz melhores avanços do que as cargas.

Os melhores treinos não fogem do tradicional, sendo eles abdominal reto, abdominal infra, abdominal oblíquo, prancha e bicicleta.

Outro fator importante é o tempo de pausa entre os exercícios, porque, assim como qualquer outro músculo, a barriga precisa de descanso entre um treino e outro, do contrário, nenhum benefício estético será alcançado.

É essencial que se tenha em mente que os abdominais devem ser exaustivos, ao ponto de não conseguir realizar outro treino no dia seguinte. Se isto não é o que ocorre, possivelmente você não está treinando corretamente.

Procedimentos estéticos são auxiliares

Caso tenha mais pressa por resultados notórios, hoje em dia há inúmeras opções de procedimentos estéticos que auxiliam na diminuição da gordura corporal. Veja alguns deles:

Criolipólise

Consiste, basicamente, no congelamento das células de gordura, fazendo com que elas se rompam.

Lipocavitação

Este procedimento funciona com um ultrassom, que é capaz de eliminar a gordura localizada, como se fosse uma cirurgia.

Carboxiterapia

Trata-se da aplicação de injeções de gás carbônico na pele, que aumenta o fluxo de sangue e a oxigenação, renovando as células e eliminando toxinas.

Manthus

Quando a gordura presente no corpo é em quantidade baixa, o manthus é um procedimento eficiente. Ele utiliza uma combinação de correntes diadinâmica e galvânica com ultrassom, de forma a diminuir as células de gordura, contrair a musculatura e promover o gasto de energia.

Cirurgias plásticas

Ainda que se trate de um procedimento mais invasivo, os resultados de uma cirurgia plástica no abdômen são ótimos, principalmente para quem possui mais dificuldade na perda da gordura localizada de forma natural.

Uma das melhores opções é a abdominoplastia, que retira o excesso de gordura e de pele, tornando a barriga mais chapada, menos flácida e sem estrias.

Em todo caso, consulte um médico especialista, seja nutricionista, cirurgião plástico ou preparador físico e alcance os resultados almejados para o verão.

Gostou desse artigo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Muito obrigado por sua audiência e caso tenha algum comentário sobre a experiência no site, fale conosco nas nossas redes sociais.

Assine grátis nossas notícias

Rolar para o topo